FAQ - Dúvidas Frequentes

Telefone:
(47) 3025-4500


Armazenamento de Papel

A umidade é o inimigo número 1 do papel. Freqüentes problemas de atolamento que ocorrem nas impressoras e multifuncionais podem ser sanados com o correto armazenamento e manuseio do papel. A própria embalagem já é projetada para manter o papel em perfeitas condições de uso. É por isso que ele vem embalado em papel revestido de uma camada plástica, de polipropileno biorientado (BOPP). A despeito disso, porém, não é raro constatar que a maioria dos usuários rasgam esta embalagem, deixando o papel sem a mínima proteção.As dicas a seguir, fornecidas por renomados fabricantes de papel, podem ajudar a proteger ainda mais este que é o principal material utilizado por todos.

Recebimento

As caixas dos papéis devem ser inspecionadas logo ao recebê-las. Se estiverem amassadas ou com sinais aparentes  que denunciem que foram molhadas, o fornecedor deve ser imediatamente contatado.

Estocagem

Para seu transporte, as caixas devem  ser seguradas sempre por baixo, e nunca pelas fitas plásticas. Impactos que possam rasgar as embalagens devem ser evitados. O local para armazenagem deve ser coberto e com baixa ventilação. As portas e janelas devem ser mantidas fechadas. O piso nunca deve ser lavado; para limpá-lo o melhor é utilizar aspirador de pó. O ambiente deve ser dedetizado periodicamente. As caixas devem ficar estocadas em pallets de madeira, a uma distância de 15 cm do piso e 60 cm da parede. Os pallets não devem possuir saliências, pregos mal fixados ou espaços entre as ripas. Para facilitar o transporte as caixas devem ser posicionadas "trançadas" sobre os pallets. O empilhamento deve ser de no máximo 6 caixas de altura por pallet.

Ambientação

O segredo de um papel bem conservado é o controle da temperatura e da umidade do local onde o mesmo é estocado, pois estas variáveis podem afetar o desempenho durante sua utilização. A temperatura ideal deve estar entre 20 e 25ºC, e a umidade relativa do ar entre 35 e 55%. Se o papel for movido de um local de armazenamento para outro, com graus diferentes de temperatura e umidade, é importante que ele se ambiente às novas condições. A tabela a seguir exemplifica o número de horas necessárias para que este processo aconteça naturalmente:

 
 

Estabilização

Normalmente, a temperatura e a umidade do ambiente onde o papel fica estocado são diferentes daquelas onde o mesmo será utilizado. Por isso, o papel deve ser movido para o local de uso com uma antecedência de cerca de 24 horas. As resmas ou pacotes devem ficar em prateleiras, se possível de madeira, ou dentro das próprias caixas. Para reduzir a umidade, o uso de desumidificadores é preferível à Estufa, pois esta pode deformar o papel, o que provocará falhas na impressão e atolamentos. Em ambientes muito úmidos, recomenda-se também manter as caixas e os pacotes avulsos envoltos em sacos plásticos, bem fechados.
 

Utilização de papel nas impressoras

As resmas devem ser abertas somente na hora em que o papel for utilizado. Para abrir um pacote, puxe pela aba lateral, sem rasgá-la totalmente. Não é necessário ventilar o papel. Nas resmas, há uma seta indicando qual o lado do papel que deve ser impresso primeiro. Caso haja alguma folha com cantos amassados, marcas ou outro defeito, separe-a das demais para evitar atolamento na impressora. Se não for utilizar todas as folhas, mantenha o  restante dentro do pacote. No fim do expediente, o papel deve ser retirado  da bandeja da impressora e guardado novamente na embalagem original ou, se a mesma estiver rasgada, em sacos plásticos.

  • Verifique se o vidro do scanner está limpo, sem sujeiras ou manchas.
  • Retire a impressora da tomada, aguarde 5 segundos, e ligue-a novamente.
  • Se nenhum desses exemplos sanarem o seu problema, entre em contato com o nosso suporte.